verbo desaparecer.

Hoje só tenho uma pergunta a fazer, e essa pergunta é: Porquê?
Eu não percebo, juro. Eu quando amo, dou tudo o que tenho. Dou, sem olhar a fins e a meios. Dou porque o meu sentimento é tão grande que não me interessa mais nada! E desta vez, foi igual. Eu não te amava da mesma maneira que amei o meu primeiro amor, porque não amarei ninguém da forma que o amei, e todos os amores são diferentes, mas eu gostava de ti. Trai uma amizade para te ver bem, sempre te ajudei em tudo o que podia, mesmo quando era para te ajudar com ela, eu estava lá, sempre a dar o melhor de mim para te ver a sorrir, porque sempre te disse " a minha maior felicidade é ver-te a sorrir " e era mesmo, não havia coisa melhor para mim, do que isso... Os dias iam passando e o meu sentimento aumentou, imaginei até que um futuro do teu lado, mesmo sabendo que neste momento era completamente impossível! Eu prometi a mim mesma esperar. Esperar por ti. Mas agora vens com uma conversa e acabas a amizade que tínhamos dizendo que ainda não te conheço? Como é que é possível? Explica-me! Tu deves-me uma explicação, porque tudo aquilo que disses-te, para mim não serve!
A minha vida não é um jogo, e eu não sou uma boneca de trapos que sorri para ti quando estás mal e que depois as tuas coisas de resolvem e encostas a um canto, não sou. E diz-me que é para o bem, diz que é para o meu sentimento não aumentar mais, diz que só te estás a preocupar comigo, diz. Para mim não vai interessar. Magoaste-me. Fizeste-me chorar, e querer desaparecer. Eu só queria ser pelo menos tua amiga, estar perto de ti sempre que precisasses, queria  apenas mostrar-te que sei separar as coisas, até porque tu sabes que eu consigo. Tu só queres deixar de falar comigo por causa dela, eu sei. Eu não sou burra, já passei por muita coisa na vida, embora não pareça.
E agora quando leres, anda chamar-me criança, infantil, estúpida e dizer que não te conheço, anda! A sério, força. Quem não me conhece és tu e não sabes o que é melhor para mim, não sabes mesmo. Mas acredita, quem vai sair disto a rir, vou ser eu.


A-D-E-U-S.
Um dia quando vieres falar comigo, um dia daqui a muitos meses, esquece.
Porque tu não mereces mais nada de mim. Quem me faz querer desaparecer, não merece.
Afinal tu não és único nem diferente, és igual a todos os outros.
E tens razão, eu não te conheço mesmo.


fui morrer bem longe, para nunca mais ter de te ver e pensar no que me fizes-te chorar*

1 comentário:

Jess disse...

Chorar? Acho que devias ficar feliz. Ter alguém do teu lado que quando não precisa de ti te deita fora é bastante desagradável. Devias ficar feliz por te teres visto livre dele. Quem é que precisa de amigos assim?